Ch-ch-changes

É tão difícil mudar. Eu tenho sentido isso – literalmente – na pele, enquanto cuido da vida, do trabalho, da saúde. E não importa que digam que tudo isso é um investimento, quando por dentro você sabe que mudar significa ceder e deixar algumas coisas para trás. Eu gostava muito de uma parte minha que estou deixando no meio fio, mas aparentemente é carga demais pra essa viagem. Fica pra próxima, quem sabe. E depois das mudanças estarem em seu curso, fica a nova dúvida: o que é mais significativo, mudar ou se reconstruir? Meio mundo adora falar das mudanças como se todos fossem acordar borboletas na manhã seguinte, mas ninguém te avisa como o período no casulo pode ser solitário.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s